Investimentos inteligentes por Gustavo Cerbasi

Você quer investir em imóveis? Coletamos do livro Investimentos inteligentes do Gustavo Cerbasi um trecho muito interessante para você:

  1. Evite encantar-se com ilusórias histórias fantásticas de sucesso: se alguém assumir riscos e acertar sempre, é porque conta com muita sorte. O investidor que sempre acerta não existe, é um mito. Esteja preparado para colher resultados de acertos na maioria de suas escolhas, e não em todas elas.
  2. Localização: evite imóveis próximos a viadutos, favelas, poluição excessiva, ruído excessivo e falta de árvores. É fator positivo para posterior revenda a infraestrutura de serviços de bairro, como supermercados, parques, escolas, comércio e transporte público. Quanto melhor a qualidade de vida do local, maior a probabilidade de preservação do valor. Os imóveis localizados em regiões residenciais com serviços são os mais fáceis de alugar, e a preços melhores.
  3. Perspectivas de crescimento: consulte mais de uma imobiliária sobre as perspectivas da região que você está prospectando, e não deixe de consultar também o Plano Diretor publicado pela prefeitura do município. Regiões que receberão melhorias são certeza de valorização, desde que o imóvel seja beneficiado, e não prejudicado, pelas melhorias. Se, ao comprar seu imóvel, você optar por um bairro com muitos terrenos disponíveis, que tende a receber melhorias, ainda sem supermercados próximos, sem serviços como locadoras, academias e cabeleireiros, melhor ainda. O desenvolvimento de sua região aumentará naturalmente o preço de sua propriedade. Cidades próximas a grandes capitais tendem a crescer junto com elas, formando uma única metrópole no futuro. Atente para qual lado a cidade cresce, e procure alternativas nessas regiões de crescimento. Isso, obviamente, se você não quiser a propriedade para seu repouso de final de semana – o que deixa de ser considerado um investimento.
  4. Estude o mercado: o site do Secovi é fonte riquíssima de dados do mercado, estatísticas e pesquisas que podem ser decisivas para um bom negócio imobiliário. Entre as informações disponíveis estão dados sobre crescimento habitacional e urbanização, informações sobre financiamentos, pesquisa mensal de locação, pesquisa do mercado imobiliário, análise de preços de materiais e mão de obra e balanços do mercado imobiliário.
  5. A regra é clara: imóveis comerciais são mais rentáveis e de menor risco que imóveis residenciais. Estes, por sua vez, têm mais liquidez e tendem a se valorizar mais do que terras e imóveis de veraneio.
  6. Peça o currículo: os históricos da construtora e do arquiteto fazem diferença na valorização do imóvel depois de pronto. Evite projetos muito inovadores e empresas desconhecidas.
  7. Atente ao preço e também aos custos: não se iluda com a rentabilidade antes de verificar todos os custos de compra e venda do bem, como corretagem, escritura, registro em cartório e ITBI – Imposto de Transmissão de Bens Imóveis.  Assim como acontece na negociação de ações, o impacto dos custos pode tornar o giro excessivo uma estratégia menos eficiente do que a opção seletiva por imóveis que se valorizarão no médio prazo.

 

banner-link-pagina-rd-02

Related Posts with Thumbnails
Share: